Compare Produtos, Lojas e Preços
Negócios

Itamarandiba - MG - Out/04

Voltar

A descoberta de novos locais para a prática do turismo torna-se uma exigência constante desse mercado tão dinâmico. Para isso, torna-se essencial a astúcia e visão de quem lida com esse ramo, gerando lucros para ele e milhares de habitantes de comunidades que terão o pioneiro como marco referencial para toda história.
Dentre os subgrupos mais lucrativos desse segmento encontram-se o turismo cultural e histórico (feito principalmente por pessoas mais idosas) e o eco-turismo (feito principalmente por jovens), que “abocanham” boa parte do mercado de turismo mineiro. Por incrível que pareça, uma cidade do Vale do Jequitinhonha, velha conhecida minha, conseguiu ter dotes para os dois tipos de turismo, constituindo, assim, uma cidade com grande potencial turístico ainda inexplorado. Vejam uma parcela do que existe por lá e confiram por meios próprios.

Os Oito Pontos Fortes para Investir:

• O município possui o Parque Estadual da Serra Negra, que hoje conta com uma das matas mais preservadas de todos os parques estaduais do estado, onde predomina a cor verde escura, ambos a dar um ar misterioso e sombrio ao local. Foi criado em 1998 e abriga diversas nascentes contribuintes da bacia do Rio Jequitinhonha e outras, além de parte dele ser constituído por formações rochosas expostas. Ninguém ainda agiu no sentido de estruturá-lo a receber uma grande visitação de eco-turistas em convênio com o Governo Estadual.

• O rio Itamarandiba fornece condições propícias à prática da canoagem esportiva e esportes afins, cheio de pedras e com correnteza suficiente mesmo na estação seca, durante o meio do ano. Pode ser uma nova opção para os praticantes de esportes radicais em corredeiras.

• As mesmas pedras que constituem o rio e o terreno bem irregular fazem das trilhas de escalada e mountain bike serem de grande dificuldade para os praticantes, ideal para a realização de competições esportivas ou treinamento profissional.

• Itamarandiba conta com dois grandes picos que dão uma grande vista da região. Deve-se estudar a viabilidade da prática da asa delta e de esportes afins.

• A gastronomia local também é bastante rica e pode ser explorada com potencial turístico. Exemplo de prato típico: Canjiquinha com Costelinha de Porco e Angu.

• O Distrito de Penha de França (foto acima) é conhecida por suas construções históricas que remontam a época dos ciclos de mineração em Minas Gerais, contando parte da história de uma cidade de mais de 300 anos de existência, envolvida, principalmente, com a história dos tropeiros e de pedras valiosas.

• O Distrito de Penha de França, além das construções históricas, possui a Reserva Ecológica da Cascata, conhecida por suas cascatas naturais. Única dos oito pontos com alguma exploração mais intensa.

• O mercado da cidade torna-se ocioso durante o meio de semana, funcionando somente durante o sábado de manhã. Com a melhoria das instalações sanitárias e da apresentação do local, pode-se estabelecer uma feira de artesanato micro-regional, envolvendo Itamarandiba e seus distritos, além das pequenas cidades próximas, durante a ociosidade desse enorme galpão. É interessante que as duas atividades convivam harmoniosamente no mesmo ambiente, respeitando a cultura de agro-subsistência aos sábados de manhã e de atividades artesanais das comunidades locais e ao mesmo tempo tirar proveito delas de maneira consciente. É um investimento baixo com muito retorno financeiro.

Sinopse da Localidade

I. Caracterização

 

Município: Itamarandiba (Pedra miúda que rola juntamente com as outras).

 

Localização: Jequitinhonha/Mucuri

 

Estado: Minas Gerais

 

Área: 2745,1 Km2

 

Altitude:

 

máxima:

1658 m

 

local:

Serra Negra

 

mínima:

645 m

 

local:

Foz do Rio Itacarambi

Ponto central da cidade: 910,17 m

 

Temperatura:

média anual:

20,1 C

média máxima anual:

26,1 C

média mínima anual:

15 C

 

Índice médio pluviométrico anual:  1081,1 mm

 

Principais rios: 
Rio Itamarandiba do Campo
Rio Itacambira Grande

 

Fontes:
IGA (CETEC)
IBGE

 
II.
Finanças

 

Arrecadação Municipal - 1999-2002

 

(Reais Correntes)

 

ANOS

ICMS

OUTROS

TOTAL

1999

244.544

494.415

738.959

2000

293.585

570.509

864.094

2001

408.186

626.340

1.034.526

2002

518.464

770.832

1.289.296

 

Fonte: Secretaria de Estado da Fazenda

 

III. População

 

População Residente 2000 – 29.170 habitantes e Ocupada por Setores Econômicos

 

SETORES

No. DE PESSOAS

Agropecuário, extração vegetal e pesca

5.033

Industrial

1.210

Comércio de Mercadorias

1.086

Serviços

3.002

TOTAL

10.331

Fonte: IBGE

 

IV. Transportes

 

Rodoviário

 

Distâncias aproximadas aos principais centros (Km):

 

 

Diamantina: 185

Montes Claros: 272

Governador Valadares: 236

Belo Horizonte: 419

 

Rio de Janeiro: 880

 

São Paulo: 1.025

 

Brasília: 860

 

Vitória: 940

 

Principais rodovias que servem de acesso a Belo Horizonte:

 

 

BR-381, MG-434, MG-129, BR-120, MG-117

 

Principais rodovias que servem ao município:

 

 

MG-214, MG-451, BR-367

 

Aeroportos (2002)

 

PISTA

COMPRIMENTO (m)

LARGURA (m)

Adm. Publica - Pista de terra

600

40

 

Fontes:

Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais
Ferrovia Centro Atlântica - FCA
Estrada de Ferro Vitória Minas
Diretoria de Eletrônica e Proteção ao Vôo / Ministério da Aeronáutica

 

V. Atividades Econômicas

 

Principais empresas industriais classificadas segundo o número de empregados (2000)

 

- FABRICACAO DE MOVEIS E INDUSTRIAS DIVERSAS:
CISKA ANGELA LEE KOEN CARREIRO LIMA ME

- FABRICACAO DE PRODUTOS DE MINERAIS NAO-METALICOS:
CERAMICA FOG LTDA ME,

- FABRICACAO DE PRODUTOS QUIMICOS:
LUMAR CARVOEJAMENTO LTDA,

 

Fonte: Cadastro de Empresas do IBGE - CEMPRE
Obs.: Inclui apenas empresas com 10 ou mais empregados

 

 

 

Agropecuária

 

Principais Produtos Agrícolas -2002

 

Produto

Área colhida (ha)

Produção (t)

Rendimento médio (kg/ha)

Abacaxi (1)

290

8.700

30.000,00

Alho

5

10

2.000,00

Amendoim (em casca)

30

30

1.000,00

Arroz em casca varzea umida

70

210

3.000,00

Banana (2)

60

240

4.000,00

Batata-inglesa (1a.safra)

1

5

5.000,00

Batata-inglesa (3a.safra)

25

25

1.000,00

Cana-de-acucar

440

13.500

30.681,82

Café

1.100

1.539

1.399,09

Feijao (1a.safra)

900

280

311,11

Feijao (2a.safra)

500

350

700,00

Feijao (3a.safra)

2

2

1.000,00

Laranja (1)

28

84

3.000,00

Mandioca

250

2.500

10.000,00

Milho

2.500

7.500

3.000,00

Tomate (de mesa)

2

30

15.000,00

Cebola

1

2

2.000,00

Fonte:Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
(1) Produção em mil frutos e rendimento em frutos/ha
(2) Produção em mil cachos e rendimento em cachos/ha

 

Pecuária - Principais Efetivos - 2000

 

ESPECIFICAÇÃO

No. DE CABEÇAS

ASININOS

40

BOVINOS

26.260

BUBALINOS

45

CAPRINOS

135

COELHOS

15

EQUINOS

2.270

GALINACEOS

76.450

MUARES

1.135

OVINOS

140

SUINOS

5.360

Fonte: IBGE

 

Produto Interno Bruto (PIB) a preços correntes - Unidade R$

 

ANO

AGROPECUÁRIO

INDUSTRIA

SERVIÇO

TOTAL

1996

7.986

2.701

26.906

37.593

1997

6.816

3.068

29.450

39.334

1998

9.582

4.177

31.920

45.679

1999

7.177

5.109

32.436

44.722

2000

20.368

6.039

42.143

68.550

 

Fontes:

Fundação João Pinheiro (FJP)
Centro de Estatística e Informações (CEI)

 

VII. Reservas Minerais

 

CIANITA

 

Fonte: DNPM

 

VIII. Ensino

 

1o. GRAU
2o. GRAU

 

Ensino Profissionalizante (e/ou Pós-médio): (2002)

 

 

CURSO 2o GRAU (SEM HABILITACAO),

 

Fontes:

CPRO/SEE
INEP/MEC

 

IX. Comunicações

 

Telefone:

Concessionária: TELEMAR

 

Emissoras de Rádio: 0 (2001)

 

Jornais: 1 (2000)

 

Fontes:

Telecomunicações de Minas Gerais S.A.
Associação Mineira de Rádio e TV - AMIRT
Secretaria de Estado de Comunicação Social

 

XI. Água e Esgoto

 

Concessionária Água: COPASA (2002)

 

Concessionária Esgoto: Prefeitura Municipal (2002)

 

Fonte: Companhia de Saneamento de Minas Gerais

 

X. Energia Elétrica

 

XII. Serviços

 

Saúde: (2001)

 

2 hospital(is)
115 leito(s)

Fonte: SUS - Ministério da Saúde

 

Hotéis: (3) 2000

 

Aricanduva Hotel

(38) 3521.1080/1720

 

Hotel e Restaurante São João Batista

(38) 3521.1255

 

Hotel São Geraldo

(38) 3521.1180

 

Pousada BODÃO

(38) 3521.1185

 

Fonte: Associação Brasileira de Indústria de Hotéis - ABIH

 

Instituições Financeiras: (2001)

 

BANCO DO BRASIL S.A.,

 

Telefonia Móvel: somente Telemig Celular (2004) - DDD 38

 

 

Coordenadas do município:

Latitude: 17° 51’ 26’’ S

Longitude: 42° 51’ 32’’ W

 

 

 

Fonte: IGA (10/05/1999)

 

XV. História

 

A origem do município admite várias versões. Muitos acreditam que pode estar ligada aos desbravadores que atravessaram a região em busca de ouro. Para alguns, entretanto, o povoado se inicia quando antigos habitantes da Vila do Fanado, hoje Minas Novas, chegaram ao local e lá se fixaram, atraídos pela fertilidade da terra. Outros, ainda, afirmam que bandeirantes paulistas ali ergueram suas casas, por volta de 1760. Estudos realizados por George Byron Camerino Fontes, contudo, indicam ser desconhecida a origem precisa dos primeiros habitantes, presumindo que teriam sido os indígenas da tribo Bororós. Esta versão é reforçada por antigos nomes de fazendas locais - notadamente as do Cacique e Bororós - além de utensílios encontrados na região. Inicialmente conhecida como São João Batista, Itamarandiba foi elevada a distrito em 1840, emancipando-se, finalmente em 1862.

 

Fonte: Secretaria da Cultura em 01/10/1999

Outros Links para Matérias em Minas Gerais:
- Ibitipoca

-
Ouro Preto
-
Poços de Caldas
- São Tomé das Letras
-
Bento Gonçalves
- Monte Verde - SP - nov/00
- Monte Verde - SP - ago/04

Autor
Alexandro Advíncula de Souza

 

Voltar