O que fazer com as crianças nas férias

Voltar

Todos os anos quando chega as férias os pais entram em pane: e agora? O que fazer com as crianças?

E como são longas as férias de verão! Seus filhos já passaram uma temporada na casa dos avós, na praia e finalmente estão de volta, normalmente num apartamento onde não há espaço para brincadeiras, passando os dias inteiros entre videogames e destruições pela casa...
 

Surge então aquela velha dúvida: o que fazer para ocupá-los até o tão esperado início das aulas? Nas cidades há boas opções de cursos e atividades na capital. Segundo a orientação de psicólogos e pedagogos, apresentamos algumas sugestões para manter a garotada entretida e feliz.

O ideal é que os pais observem o comportamento dos filhos, e vejam em quais atividades eles se encaixariam ou identificariam e também é imprescindível que haja diálogo entre os pais e filhos para que juntos encontrem as melhores atividades, pois não seria aconselhável um pai colocar um filho muito tímido para fazer aulas de teatro se ele assim não concordasse.

As atividades mais indicadas para todas as idades são aquelas ligadas aos esportes, afinal a garotada precisa gastar energia!
 

Capoeira

Desenvolve habilidades motoras, destreza, equilíbrio, coordenação, ritmo e resistência.

Circo

Aulas sobre trapézios, malabaristas e cama elástica;para maiores de 7 anos aprende-se a andar com perna de pau e a fazer números aéreos;

Equitação

Dá noções de montaria, como exercícios de equilíbrio, galope e trote sentado. 

Surfe

Acredite: dá para surfar na piscina; existem cursos que ensinam a subir na prancha, sentar, remar e se equilibrar nas ondas.

 
As atividades de iniciação musical e pequenos trabalhos manuais são bastante agradáveis e aumentam a auto-estima :

  • Flauta

  • Música (oficina de bandas e orquestras)

  • Pintura (oficinas de óleo sobre tela)

  • Poesia (oficinas de mímicas, dramatizações)

  • Teatro de máscaras

  • Culinária

  • Dobraduras

  • Jardinagem 

Se preferir viajar com as crianças damos a seguir alguns conselhos básicos:

  1. Procure roteiros que possam divertir vocês e seus filhos.

  2. Convide um ou dois sobrinhos ou amigos para ir junto, porém tenha certeza que eles se dão bem ou o passeio pode virar um monte de brigas.

  3. Leve agasalhos na bagagem de mão. O forte ar condicionado dos aviões pode acabar com as férias já no começo.

  4. No ato da reserva já solicite à companhia aérea fraldas e papinhas para seu bebê e cardápios especiais para crianças.

  5. Crianças pequenas e bebês necessitam de passaporte. É necessário ir a um dos postos de emissão com fotos 5x7 datadas (no caso do bebê é quase um retrato de corpo inteiro). Para retirar o documento devem estar presente os pais e o bebê.

  6. As carteiras internacionais de estudantes são fornecidas no Brasil por agências como a Student Travel Bureau (fone -0110 870-0555) garantem um bom desconto em museus, cinemas e teatros assim como em passeios no exterior. Mas só é válido para menores de 25 anos.

  7. Deixe sempre seus filhos menores com nome telefone e endereço do hotel e oriente-os como pedir ajuda. Combine sempre um ponto de encontro caso um se perca do outro.

  8. Crianças também podem trazer do exterior objetos no valor de US500, além do US500 do free shop. Elas só não podem comprar bebidas alcoólicas.

  9. Atenção aos passes com descontos para menores de 14 anos e até adultos, oferecidos pelos parques temáticos e de diversão no exterior.

  10. Visitar museus é um programa para todas as idades e todas as famílias deveriam fazer. Cabem aos pais despertar o interesse e a curiosidade das crianças, discutindo por que tal museu foi criado e incentivando-os a procurar obras de um jeito lúdico. Mas atenção, nenhuma criança aguenta ficar mais de uma hora, principalmente sem pausas em lanchonetes.

Algumas dicas de Viagens no Brasil e no Exterior

Hopi Hari - São mais de 35 atrações dentro de um país imaginário, cuja obrigação única é dar diversão e alegria. Construído perto de Vinhedo, entre Campinas e São Paulo, o Hopi Hari é dividido em cinco regiões. Entre outros brinquedos, tem uma das maiores rodas-gigantes do país.Veja também um relato de um internauta que adorou o parque em nosso diário de bordo

Beto Carrero World -Um grande parque dividido em sete grandes áreas temáticas, misturando, de um jeito bem brasileiro, shows de circo com lutas medievais. E tem montanha russa , apresentações musicais, ilha de piratas e atrações de zoológico, entre outros brinquedos. Fica na praia da Armação em Santa Catarina, a 30 Km de Camburiu , movimentado balneário catarinense, e a 70 Km de Blumenau, cidades que vale a pena conhecer.O cenário é perfeito para crianças de 4 a 12 anos.

Parques de Orlando (Estados Unidos)
Mesmo quem já foi acaba voltando. São tantos parques que nem dá tempo de ver tudo e há novidade todos os anos. Tem o Epcort Center,Universal studios, Sea World, Disney... um paraiso ,principalmente para crianças que se desmancham pelo castelo da Cinderela. Também para os adolescentes que encontram nas montanhas-russas um excelente divertimento; e os adultos que viram crianças e acabam pedindo autógrafo até para o Mickey.

Havaí
Reúne atrações de todo o tipo, de montanhas nevadas a vulcões, de praias a locais de mergulho. Em Kauai, dá para passear pelos lugares que serviam de cenário para os filmes como "Caçadores da Arca perdida" e "Jurassic Park". Big Island tem um vulcão em atividade há quase 20 anos, o Kilauea, as montanhas com neve eterna no topo. Em Maui estão os melhores pontos de mergulho e o extinto vulcão Haleakala. E Oahu tem, além da capital, Honululu, a famosa Praia de Waikiki e as maiores ondas do mundo, nas praias da costa norte (de dezembro a março). Em todas as ilhas é uma delícia mergulhar, passear de helicóptero ou ir a um luau, com brincadeiras e danças polinésias.

Reportagem: Yoko Nakamura