O Guardian na Ilha Lizard

Voltar

Chegamos em Darwin, costa norte da Austrália,apos cruzarmos a Grande Barreira de Corais e o Estreito de Torres.Estamos nos preparando para demandar a Bali, nosso portal de entrada no oriente.

A Grande Barreira de Corais é algo estupendo, 1000 milhas náuticas de atóis e ilhas que formam o maior santuário marinho do mundo.

De todos os belíssimos locais em que estivemos, nos falou excepcionalmente por suas características não só de beleza impar mas, sobretudo, por seus aspectos históricos.
Lizard Island, como o próprio nome já sugere, é povoada pelos famosos lagartos "lizard", que são conhecidos por seu caríssimo couro, com os quais se produzem artefatos de vestuário famosos em todo o mundo.Como Lizard Isl. está em área de  reservação, encontram-se os lagartos protegidos e, não raro, podem ser avistados nas encostas rochosas da ilha.

Lizard esta localizada cerca de 10 milhas náuticas do continente e ao norte da cidade de Cooktown.Serviu de palco para os sacrifícios sagrados dos aborígenes australianos, desde ha milhares de anos. Por tal, era considerado"tabu" se acercar da ilha ate o inicio do seculo XIX. O nome aborigene da ilha eh "jigurru" e a tribo que possuia a ilha foi a dos famosos aborígenes "dingaal".
O primeiro branco a estar em Lizard foi o Capitao James Cook quando em 1770 explorou e cartografou toda a Grande Barreira de Corais(GBC). Narra a historia que Cook subiu no ponto mais elevado da ilha,cerca de 359 metros acima do nivel do mar, para estabelecer qual a saida q encontraria para ganhar o oceano.

Hoje, existe uma trilha famosa, cerca de 3 horas de caminhada, onde acredita-se ser o famoso local em que Cook determinou sua saida da GBC.
Em 1860, estabeleceu-se em Lizard uma industria de pepinos do mar que os explorava e   os enviava para Asia. Todavia, acabara por falir e só Robert Watson, um dos sócios, permaneceu nos local com a familia.


 
Os aborigenes "dingaal"

Por volta de 1881,os aborigenes "dingaal" raptaram e sacrificaram Lady Mary Watson e seu baby, junto com uma criada chinesa, que provocou uma forte reação de represália por parte dos colonizadores que quase exterminaram toda a tribo "dingaal", obrigando-os a se interiorizarem pelo norte da Australia. A ilha,hoje é um dos atrativos altos do turismo na GBC, onde seu formidável resort recebe turistas de todo o mundo.

Com suas ilhotas que a cercam, ensedas e baias de contos de fadas, locais para camping, ancoragem de embarcacoes,etc...Lizard oferece passeios, trilhas e descobertas incontáveis. Sua principal baia, a de Watson, recebe semanalmente a visita de enormes navios de turismo que passam uma semana na ilha.

Com uma vegetação rasteira, apresenta a curiosidade de ser um paraíso de orquídeas, com cores de uma rara beleza e, no mês de setembro, torna-se um festival de cores e nuances.
Pacotes turísticos podem ser viabilizados com a empresa aérea australiana "Qantas".  Segundo as informações que obtivemos, o contato e a nível internacional, podendo também ser feito a partir das operadoras do Brasil.

Lizard representou um dos pontos altos do cruzeiro do Guardian pela GBC australiana, onde e quando o vacabulo belo encontra-se em sua total plenitude. Por suas belezas naturais, culturais e seus aspectos historicos Lizard Island ganhou o privilégio de estar presente nesta nossa materia, com exclusividade, para a REVISTA TURISMO.

O especial abraco aos estimados amigos e leitores da REVISTA TURISMO e quem desejar manter contato conosco para se inteirar de mais detalhes sobre a GBC,estaremos a inteira disposicao,atraves de nosso email guardianboat@hotmail.com
Diretamente da Cidade de Darwin,na costa norte da Australia,para a REVISTA TURISMO

Estaremos a partir da próxima semana zarpando rumo a Bali, com uma parada num belíssimo atol recife no meio do caminho,"Ashmore Reef" e depois navegando por entre ilhas ate chegar a Bali.Uma destas ilhas é onde existe os grandes dragões Komodo, que dão o nome a ilha. Provavelmente quando chegarmos a Bali, já teremos uma materia pronta para vocês.

 

Reportagem : João de Albuquerque (O Sombra)

João Francisco Sombra de Albuquerque (O Sombra) viaja com sua família pelo mundo a bordo do veleiro Guardian. Mensalmente ele escreve matérias de suas aventuras para a Revista Turismo. Acompanhe sua Saga!