A Cidade de São Paulo comemora 450 anos - Mai/04

Voltar

São Paulo terra da garoa, do azul, da esperança, da mistura de raças e de idéias. Neste pequeno mundo, você encontrará o delicioso café após o almoço, a sua roupa em tantas lojas e a diversão certa para a sua noite.

A vida agitada e corrida nesta metrópole tenta acompanhar a velocidade das ruas, levando histórias de vidas e de sonhos dos que procuram aqui a esperança de algo melhor.

Capacidade esgotada, vida agitada, mas a liberdade continua. A cor dos pássaros em muitos parques nos faz pensar nas razões para continuarmos acreditando...

Abrace sua árvore, sua causa, ouça os pássaros, adormeça e escute a sua música, conte a história da sua vida ao som do bater dos gelos nos copos da noite e assista a um show em uma das inúmeras casas de espetáculos. Vivencie o sorriso de seus filhos nos parques de diversões, aproveite e conheça a gastronomia tão étnica e rica. Saiba mais. Sempre haverá mais para descobrirmos.

A História de São Paulo começou no ano de 1554 quando os jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega ergueram no planalto uma pequena escola para cataquese dos índios. O Pátio do Colégio abriga o Museu Anchieta, localizado no Centro Velho de São Paulo, e foi o local levantado para a escola.

Em 2004 a cidade comemora seus 450 anos. Essa senhora tão experiente abriga mais de 10 milhões de moradores, de ruas, mansões e de casas singelas. Ouça o que ela tem para dizer. Passeie a pé pelas ruas do centro. Preserve. RESPEITE a capacidade.

Volte ao passado, acredite na restauração do centro velho. Visite um museu, uma igreja, saiba a história de uma cidade bela, mas não adormecida, e sim acordada esperando VOCÊ.

Assista a uma missa no Mosteiro São Bento e aprecie os cantos gregorianos. Admire-se com a beleza da Catedral da Sé. E não esqueça de caminhar pelo Viaduto do Chá, cenário de tantas capas de CDs de músicos brasileiros e até mesmo estrangeiros. Não esqueça do Centro Novo. Cruze a Av. Ipiranga com a São João, presente na música Sampa, de Caetano Veloso, e suspire com a leveza e delicadeza das mais sensíveis danças que você verá no Teatro Municipal. E na noite iluminada, divirta-se mais ainda com os Demônios da Garoa. Esse grupo que já está transmitindo alegria há tanto tempo se apresenta às quintas-feiras em um dos bares mais antigos de São Paulo, o Bar Brahma.

Passe um tempo das suas manhãs ou tardes dos seus finais de semana no Jardim da Luz. Pare e acompanhe o coreto do parque. Dance. Sem esquecer de dar uma parada bem demorada na Sala São Paulo, na Estação Júlio Prestes. Espaço belo e rico para ouvir aquela sinfonia com a melhor acústica que você acha que só tem lá fora. É nosso. Do Brasil.

Visite, ande, faça parte deste livro de magia e levante a bandeira da preservação. A união para manter vivo e ativo o nosso lar.

Acredite em um novo tempo, abra a janela, olhe para a rua e veja que SÃO PAULO não pára. Curta e viva a capital do trabalho, diversão e arte. Aproveite e lembre-se da canção do Premê, é “sempre lindo andar na cidade de São Paulo”.

Para saber mais:
http://www.coopline.com.br/inicial.htm
http://www.vivaocentro.org.br

Autora:
Ione Bonfim Gomes
Turismologa pela Universidade Paulista

Voltar